Homeóstato 1, de José-Alberto Marques: "sem luz. a noite acontece. ventre escuro. sombra: neve. alguém: o teu grito" [Publicado em Antologia da Poesia Concreta em Portugal; Antologia da Poesia Experimental Portuguesa Anos 60 - 80; Poesia Experimental 2; e Operação 1.]